Ricardo Mehedff

divulgação

Ajude-nos a atualizar seu perfil.
Envie suas informações para quemequem@filmeb.com.br

Atividade: 
Diretor, Montador

Montador, diretor e produtor graduado em cinema pela The George Washington University, de Washington. Após a formatura, trabalhou durante seis anos nos Estados Unidos como editor e produtor de trailers para os estúdios da Fox e Warner Bros. De volta ao Brasil em 1998, aproveitou sua especialização para trazer inovações aos trailers nacionais, abrindo a V. Filmes. A empresa fez o trailer de filmes como Mauá - O imperador e o rei (1999), de Sérgio Rezende, Amores possíveis (2001), de Sandra Werneck, Copacabana (2001), de Carla Camurati, O Xangô de Baker Street (2001), de Miguel Faria Jr., Abril despedaçado (2001), de Walter Salles, Edifício Master (2002), de Eduardo Coutinho, Madame Satã (2002), de Karim Aïnouz, e Cidade de Deus (2002), de Fernando Meirelles. Fez ainda a montagem dos filmes A hora marcada (2000), de Marcelo Taranto – em parceria com Cezar Migliorin; Histórias do olhar (2001), de Isa Albuquerque; Avassaladoras (2001), de Mara Mourão, pelo qual recebeu o prêmio de melhor montagem no Festival de Miami; e O casamento de Romeu e Julieta (2005) de Bruno Barreto. Em 2002 dirigiu o curta-metragem Um branco súbito, que também produziu, roteirizou e montou, e que participou de vários festivais nacionais e internacionais, como o Festival de Roterdã, na Holanda, e ganhou prêmios como o de melhor curta-metragem do Festival de Miami. Em 2003 realizou trailers de filmes como Deus é brasileiro, de Carlos Diegues, Carandiru, de Hector Babenco, Nelson Freire, de João Moreira Salles, O homem que copiava, de Jorge Furtado, O caminho das nuvens, de Vicente Amorim, e Narradores do Javé, de Eliane Caffé. Foi responsável ainda pelo trailer de Dois filhos de Francisco – A história de Zezé di Camargo e Luciano, de Breno Silveira, e produziu o documentário Morro da Conceição, de Cristiana Grumbach. No ano seguinte, montou Irma Vap – O retorno, de Carla Camurati, ao lado de Pedro Amorim. Dirigiu outros curtas, Noite aberta (2003), selecionado para o Festival de Curtas de Oberhausen, na Alemanha, Capital circulante (2004), melhor direção no Festival de Cinema de Miami e melhor montagem no Festival de Gramado, e Um (2008), que fez parte da seleção oficial no festival de Roterdã. Seus mais recentes trabalhos são a montagem dos documentários Favela on blast (2008), de Leandro HBL e July War (2008), de Brandon Jourdan.


Contato: ricardo@vfilmes.com