Walter Salles

Valéria Simôes
Walter Salles

Ajude-nos a atualizar seu perfil.
Envie suas informações para quemequem@filmeb.com.br

Atividade: 
Diretor, Documentarista, Produtor

Um dos principais nomes surgidos na década de 1990 e um dos cineastas brasileiros mais conhecidos no mercado internacional. Seu terceiro longa-metragem, Central do Brasil (1998), acumulou mais de 40 prêmios, entre eles o Urso de Ouro de melhor filme e o Urso de Prata de melhor atriz no Festival de Berlim de 1998, além do Globo de Ouro de melhor filme em língua estrangeira, em 1999. Central ainda ficou entre os cinco finalistas para a disputa do Oscar de melhor filme estrangeiro e recebeu uma rara indicação para uma atriz não-americana, Fernanda Montenegro. Em 1985, em parceria com seu irmão, o documentarista João Moreira Salles, fundou a VideoFilmes, onde produziu trabalhos de cineastas veteranos (Eduardo Coutinho e Nelson Pereira dos Santos) e da nova geração (Karim Aïnouz, Sérgio Machado, Luiz Fernando Carvalho e Eduardo Valente, entre outros. Com Terra estrangeira (1996), iniciou uma longa parceria com Daniela Thomas, com quem codirigiu vários longas e curtas. Participou da competição do Festival de Cannes com Diários de motocicleta (2004) e Linha de passe (2008), esse último também codirigido com Daniela. O filme deu a Sandra Corveloni o prêmio de melhor atriz. Em 2010, foi convidado pelo cineasta americano Francis Ford Coppola a dirigir uma adaptação para o cinema de On the Road, clássico da literatura beatnik de Jack Kerouac. O resultado foi Na estrada, longa estrelado por Garrett Hedlund e Kirsten Stewart, selecionado para a competição à Palma de Ouro no Festival de Cannes 2012. Salles já recebeu dois prêmios pelo conjunto da obra: em 2009, ganhou o prêmio Robert Bresson no Festival de Veneza; e em 2014, foi contemplado com o Marc´Aurelio d´Oro no Festival de Cinema de Roma. 

Filmografia selecionada:

Diretor

  • Jia Zhang-ke, um homem de Fenyang (2015). Selecionado para a Mostra Panorama do Festival de Berlim de 2015.
  • Na estrada (2012). Selecionado para a competição à Palma de Ouro do Festival de Cannes de 2012.
  • Linha de passe (2008). Em parceria com Daniela Thomas. Prêmio de melhor atriz (Sandra Corveloni) no Festival de Cannes.
  • Cada um com seu cinema (2007). Composto por 33 filmes de cineastas internacionais, feito sob encomenda do Festival de Cannes.
  • Paris je t´aime (2006). Composto por 20 filmes de cineastas estrangeiros, selecionado para a mostra Um certo Olhar, do Festival de Cannes.
  • Água negra (2005)
  • Diários de motocicleta (2004)
  • Abril despedaçado (2001). Selecionado para o Festival de Veneza. Indicado ao Globo de ouro de melhor filme estrangeiro.
  • O primeiro dia (2000). Codirigido com Daniela Thomas.
  • Central do Brasil (1998). Urso de ouro de melhor filme e Urso de Prata de melhor atriz (Fernanda Montenegro) no Festival de Berlim de 1998. Globo de ouro de melhor filme em língua estrangeira em 1999. Finalista para a disputa do prêmio de melhor filme estrangeiro no Oscar em 1999, e indicação ao Oscar de melhor atriz para Fernanda Montenegro.
  • Terra estrangeira (1995). Codirigido com Daniela Thomas. Selecionado para a competição do Festival de Roterdã, na Holanda
  • A grande arte (1991)

 

Produtor

  • Jia Zhang-ke, um homem de Fenyang (2015). Selecionado para a Mostra Panorama do Festival de Berlim de 2015.
  • Na estrada (2012). Produtor associado.
  • Transeunte, de Eryk Rocha (2010)
  • Quincas Berro d´água (2010), de Sérgio Machado
  • No meu lugar (2009), de Eduardo Valente
  • Linha de passe (2008). Codirigido com Daniela Thomas.
  • Leonera (2007), de Pablo Trapero
  • O céu de Suely (2006), de Karim Aïnouz
  • Cidade baixa (2005), de Sérgio Machado
  • Madame Satã (2002), de Karim Aïnouz
  • Cidade de Deus (2002), de Fernando Meirelles
  • Lavoura arcaica (2001), de Luiz Fernando Carvalho
  • Central do Brasil (1998)