Sérgio Mamberti

Zeca Caldeira

Ajude-nos a atualizar seu perfil.
Envie suas informações para quemequem@filmeb.com.br

Atividade: 
Ator

Ator, diretor, produtor e agitador cultural nascido em Santos, em 1939. Iniciou a carreira no teatro em 1956. Formou-se pela Escola de Artes Dramáticas, hoje ligada à USP, na turma de 1961. Em mais de 40 anos de carreira fez quase 70 peças e participou de vários filmes, entre eles O bandido da luz vermelha (1968), de Rogério Sganzerla, Toda nudez será castigada (1972), de Arnaldo Jabor, À flor da pele (1975), de Francisco Ramalho Jr., O homem do pau-brasil (1981), de Joaquim Pedro de Andrade, A dama do cine Shangai (1987), de Guilherme de Almeida Prado, Hans Staden (1999), de Luiz Alberto Pereira, Brava gente brasileira (2000), de Lúcia Murat, Tônica dominante (2000), de Lina Chamie e Xuxa Abracadabra (2004) de Moacyr Góes. Seu currículo inclui participação em momentos significativos do teatro brasileiro, como as montagens de Navalha na carne, de Plínio Marcos e O balcão, de Jean Genet. Em 1995 ganhou notoriedade no papel do cientista Doutor Victor, na série infantil da TV Cultura Castelo Rá-tim-bum, papel que repetiria no cinema, no filme homônimo dirigido por Cao Hamburger em 1999. Em 2004, assumiu a Secretaria da Identidade e da Diversidade Cultural do Ministério da Cultura, criada no governo Lula, pelo Ministro Gilberto Gil. Em 2006, fez parte do elenco de Bodas de papel, de André Sturm.