Paulo José

cristina granato

Ajude-nos a atualizar seu perfil.
Envie suas informações para quemequem@filmeb.com.br

Atividade: 
Ator

Ator que fez carreira no teatro e tornou-se popular em seriados e novelas da Rede Globo, como intérprete e como diretor, a partir de 1970. No cinema, estreou já como protagonista em O padre e a moça (1965), de Joaquim Pedro de Andrade. No ano seguinte fez a comédia Todas as mulheres do mundo, de Domingos Oliveira, prêmio de interpretação no Festival de Brasília. Dois anos depois, com Edu coração de ouro (1967), de Domingos Oliveira, recebeu outro prêmio em Brasília. Um dos destaques de sua carreira foi no longa Macunaíma (1969), de Joaquim Pedro de Andrade.
Em 1970, produziu (com César Thedim) e escreveu o roteiro (com Ruy Guerra e Flávio Império) de Os deuses e os mortos, de Ruy Guerra. Em 2000, recebeu do Festival de Gramado o troféu Oscarito por sua contribuição ao cinema brasileiro.

Filmografia selecionada:

  • Meu país (2011), de André Ristum
  • O palhaço (2011), de Selton Mello. Prêmio de melhor ator coadjuvante no 11º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro.
  • Insolação (2009), de Felipe Hirsch e Daniela Thomas
  • A festa da menina morta (2008), de Matheus Nachtergaele
  • Juventude (2008), de Domingos Oliveira. Prêmio de qualidade artística no Festival de Gramado 2008.
  • Saneamento básico, o filme (2007), de Jorge Furtado
  • Pequenas histórias (2007), de Helvécio Ratton
  • O vestido (2003), de Paulo Thiago
  • Benjamin(2003), de Monique Gardenberg
  • Apolônio Brasil, o campeão da alegria (2003), de Hugo Carvana
  • Faca de dois gumes (1989), de Murilo Salles
  • Dias melhores virão (1989), de Carlos Diegues
  • Anahy de las Misiones (1998), de Sérgio Silva
  • Outras estórias (1998), de Pedro Bial
  • Policarpo Quaresma, herói do Brasil (1998), de Paulo Thiago
  • O homem nu (1996), de Hugo Carvana
  • A difícil viagem (1983), de Geraldo Moraes
  • O rei da noite (1975), de Hector Babenco. Prêmio de melhor ator no Festival de Brasília.
  • Cassy Jones, o magnífico sedutor (1972), de Luiz Sérgio Person
  • Macunaíma (1969), de Joaquim Pedro de Andrade
  • Como vai, vai bem? (1968), de Alberto Salvá e outros.
  • As amorosas (1968), de Walter Hugo Khouri
  • A vida provisória (1968), de Maurício Gomes Leite
  • Os marginais (1968), de Carlos Alberto Prates Correia. Episódio Guilherme.
  • Bebel, garota propaganda (1967) de Roberto Santos
  • Edu coração de ouro (1967), de Domingos Oliveira. Prêmio de interpretação no Festival de Brasília.
  • Todas as mulheres do mundo (1966), de Domingos de Oliveira. Prêmio de interpretação no Festival de Brasília.
  • O padre e a moça (1965), de Joaquim Pedro de Andrade