Marco Aurélio Marcondes

Flávio Florido

Ajude-nos a atualizar seu perfil.
Envie suas informações para quemequem@filmeb.com.br

Atividade: 
Distribuidor, Produtor

Veterano na distribuição e produção audiovisual, teve despertado seu interesse pelo cinema ainda nos anos 60, através do cineclubismo.  Foi um dos fundadores do Cineclube Glauber Rocha, tornando-se, em seguida, presidente da Federação de Cineclubes do Rio de Janeiro e do Conselho Nacional de Cineclubes.

Em 1975, reconhecido por sua atividade à frente do movimento cineclubista, foi convidado pelo cineasta Roberto Farias a assumir a Divisão de 16 mm da Distribuidora Embrafilme, onde trabalhou com o cineasta Gustavo Dahl, então Diretor Comercial da Estatal. Ocupou ainda o cargo de Superintendente de Comercialização, de 1979 a 1982, na gestão dos diplomatas Celso Amorim e Samuel Pinheiro Guimarães.

Durante os anos 80, associou-se a diversas agências de promoção e propaganda, como a Plus Comunicações, em conjunto com a Esquire Propaganda, a Marcondes & Barreto, ambas em parceria com o produtor Luiz Carlos Barreto, e a Cinema Brasil, com Jorge Peregrino e Fernando Pimenta, voltada também para a comercialização de filmes brasileiros nos mercados interno e externo. Em 1986, voltou a ocupar a Superintendência de Comercialização da Embrafilme, a convite do cineasta Lauro Escorel, na gestão de Carlos Calil.

Desligou-se da estatal para dirigir a distribuidora da Art Films e atuar como produtor delegado dos filmes brasileiros coproduzidos pela Art Films. Em 1990, constituiu sociedade com o Grupo Severiano Ribeiro – maior grupo brasileiro de exibição – quando é criado o Consórcio Severiano Ribeiro & Marcondes. Convidado para colaborar na criação da Globo Filmes, ficou na empresa de 1997 a 1999.

Posteriormente iniciou um consórcio de distribuição com a Europa Filmes e Art Films - desligando-se desta última e em 2002, data a partir da qual o consórcio passou a ser chamado de Europa Filmes & M.A. Marcondes que findou suas atividades em dezembro de 2007. Neste Consórcio lançou diversos títulos nacionais.

Em janeiro de 2008, lançou-se em um novo empreendimento no ramo da distribuição independente, em sociedade com Fábio Lima, criando a MOVIEMOBZ, distribuidora de títulos exclusivamente em formato digital. A MOBZ tornou-se integradora da Apple para a América Latina, criando o modelo de cinema sob demanda. Pioneiramente também distribuía ao vivo para os cinemas as temporadas do Metropolitan Opera de Nova York, Balé Bolshoi e Ópera de Paris.

Em 2010, foi responsável pela coordenação do lançamento de Tropa de Elite 2, de José Padilha, produzido por Marcos Prado, da produtora Zazen. O modelo de distribuição para o filme ensejou a criação da Nossa Distribuidora, da qual é o sócio majoritário. Em janeiro de 2017 foi indicado pela Secretaria Municipal de Cultura do Rio, Nilcemar Nogueira, para presidir a RIOFILME, cargo que ocupa no presente momento, em 2018. 

Filmografia selecionada:

Produtor

  • Vendo ou alugo (2013), de Betse de Paula
  • Tainá: A origem (2011), de Rosane Svartman
  • Qualquer gato vira-lata (2011), de Tomás Portella
  • Tainá 2: A aventura continua (2004), de Mauro Lima
  • Tainá: Uma aventura na Amazônia (2000), de Tânia Lamarca e Sérgio Bloch
  • Simão, o fantasma trapalhão (1998), de Paulo Aragão
  • Bela Donna (1998), de Fábio Barreto
  • Lua de cristal (1990), de Tizuka Yamasaki
  • O casamento dos Trapalhões (1988), de José Alvarenga Jr.
  • Os fantasmas Trapalhões (1987), de J.B. Tanko
  • Rock estrela (1986), de Lael Rodrigues