Bruno Safadi

Divulgação
Bruno Safadi

Ajude-nos a atualizar seu perfil.
Envie suas informações para quemequem@filmeb.com.br

Atividade: 
Diretor, Produtor, Roteirista

Carioca de 1980, Bruno Safadi estudou cinema na UFF e já dirigiu curtas-metragens, videoclipes, shows e peças de teatro. Ainda na faculdade, realizou os curtas-metragens Gosto que me enrosco (2001), Na idade da imagem ou projeção nas cavernas (2002) e Uma estrela para Ioiô (2003), que ganhou prêmios em diversos festivais, entre eles o de melhor filme de curta-metragem no 7º Festival Luso-Brasileiro. Aproximou-se de Rogério Sganzerla e Júlio Bressane quando organizou uma mostra sobre o cinema dos dois cineastas, e acabou fazendo assistência de direção para Bressane em Filme de amor (2003) e Cleópatra (2007). Apresentou no Festival do Rio 2007 Meu nome é Dindi, seu primeiro longa-metragem, que ganhou o prêmio de melhor filme no Festival de Tiradentes. Depois seguiu carreira com experimentações autorais em baixo orçamento até a comédia satírica O prefeito (2015). 

Filmografia selecionada:

Diretor

  • Éden (2012)
  • O prefeito (2015). Seleção oficial do Cine-PE. 
  • Love film festival (2014). Em codireção com Juan José Cardona, Vinicius Coimbra e Manuela Dias. 
  • O fim de uma era (2014). Seleção oficial do Festival do Rio. 
  • O uivo da gaita (2013)
  • Éden (2012)
  • Belair (2010). Em codireção com Noa Bressane. 
  • Meu nome é Dindi (2007). Prêmio de melhor filme no Festival de Tiradentes. 
  • Uma estrela para Ioiô (2003). Curta-metragem. Prêmio de melhor filme de curta-metragem no 7º Festival Luso-Brasileiro.
  • Na idade da imagem ou projeção nas cavernas (2002). Curta-metragem.
  • Gosto que me enrosco (2001). Curta-metragem.

Produção

  • Beduíno (2016), de Julio Bressane. Com Tande Bressane.