Silvio Da-Rin

P. S. Almeida

Ajude-nos a atualizar seu perfil.
Envie suas informações para quemequem@filmeb.com.br

Atividade: 
Cargos oficiais, Diretor, Documentarista, Técnico de som

Cineclubista, um dos primeiros presidentes da Federação de Cineclubes, foi técnico de som em mais de 150 filmes. Seu nome está presente nos créditos de muitos longa-metragens realizados na década de 1990, entre eles Pequeno dicionário amoroso (1997), de Sandra Werneck e Amores (1998), de Domingos Oliveira. Carioca de 1949, formou-se em comunicação visual pela ESDI e participou de um workshop de som para cinema na UCLA, Califórnia, em 1981. Em 1980 dirigiu o curta Fênix, e em 1984, Príncipe do fogo, premiado em Gramado e no RioCine. Com o documentário Igreja da libertação (1985), foi premiado no Festival de Leipzig. Produziu os curtas Pena prisão (1984) e Damas da noite (1987), de Sandra Werneck. Em 2004, sua dissertação de mestrado na Escola de Comunicação da UFRJ foi publicada em livro, com o título Espelho partido - tradição e renovação do documentário cinematográfico. Dirigiu o documentário Hércules 56 (2007). Assumiu em 2007, o comando da Secretaria do Audiovisual, cargo que ocupou até 2010. Em seguida, foi gerente executivo de articulação internacional e licenciamento da TV Brasil, onde atuou até março de 2012.

Filmografia selecionada:

Diretor
 

  • Missão 115 (2018)
  • Paralelo 10 (2012)
  • Hércules 56 (2007)
  • Igreja da libertação (1985). Prêmio no Festival de Leipzig (Alemanha).
  • Príncipe do fogo (1984). Curta-metragem.
  • Fênix (1981). Curta-metragem.
  •  

  • Técnico de som
  •  

  • Onde andará Dulce Veiga? (2008), de Guilherme de Almeida Prado
  • Achados e Perdidos (2005), de José Joffily
  • Viva voz (2004), de Paulo Morelli
  • Quase dois irmãos (2004), de Lúcia Murat
  • Onde anda você (2003), de Sérgio Rezende
  • No meio da rua (2003), de Antonio Carlos da Fontoura
  • O preço da paz (2003), de Paulo Morelli
  • lThe flying virus (2002), de Jeff Hare
  • Querido estranho (2002), de Ricardo Pinto e Silva
  • Separações (2002), de Domingos Oliveira
  • Avassaladoras (2001), de Mara Mourão
  • Bellini e a esfinge (2001), de Roberto Santucci
  • Condenado à liberdade (2000), de Emiliano Ribeiro
  • Villa-Lobos, uma vida de paixão (2000), de Zelito Viana
  • Cruz e Souza, o poeta do Desterro (1999), de Sylvio Back
  • Mauá - O imperador e o rei (1999), de Sergio Rezende
  • Amores possíveis (1999), de Sandra Werneck
  • Amores (1998), de Domingos Oliveira
  • Pequeno dicionário amoroso (1997), de Sandra Werneck
  •