Irandhir Santos

Divulgação
Irandhir Santos

Ajude-nos a atualizar seu perfil.
Envie suas informações para quemequem@filmeb.com.br

Atividade: 
Ator

Pernambucano de 1978, nascido em Barreiros, começou nas Artes Cênicas estudando na Universidade Federal de Pernambuco. Iniciou a carreira atuando em várias produções e integrando o grupo Coletivo Angu de Sangue. Em 2005 participou do longa Cinema, aspirina e urubus, de Marcelo Gomes. Em seguida, atuou em Baixio das bestas (2007), de Claudio Assis, quando conquistou o troféu candango de melhor ator coadjuvante no Festival de Brasília. No mesmo ano, fez seu primeiro trabalho de projeção na TV, na minissérie A pedra do reino, de Luiz Fernando Carvaho, na Rede Globo. Em 2013, protagonizou Tatuagem, pelo qual recebeu o prêmio de melhor ator no Festival de Gramado, entre outros prêmios. 

Site oficial: www.irandhirsantos.com.br

Filmografia selecionada:

  • Piedade (2018), de Cláudio Assis
  • O animal cordial (2017), de Gabriela Amaral Almeida
  • Redemoinho (2016), de José Luiz Villamarim
  • Aquarius (2016), de Kleber Mendonça Filho
  • Permanência (2015), de Leonardo Lacca
  • Ausência (2014), de Chico Teixeira
  • Obra (2014), de Gregorio Graziosi
  • A história da eternidade (2014), de Camilo Cavalcanti. Prêmio de melhor ator no Paulínia Film Festival 2014.
  • A luneta do tempo (2014), de Alceu Valença
  • Tatuagem (2013), de Hilton Lacerda. Prêmio de melhor ator no Festival de Gramado de 2013.
  • O som ao redor (2012), de Kleber Mendonça Filho
  • Febre do rato (2011), de Cláudio Assis. Prêmio de melhor ator no Festival de Paulínia.
  • A hora e a vez de Augusto Matraga (2011), de Vinicius Coimbra
  • O  Senhor do Labirinto (2010), de Geraldo Motta
  • Tropa de elite 2 (2010), de José Padilha
  • Quincas Berro d´água (2010), de Sérgio Machado. Adaptação para o cinema do romance de Jorge Amado.
  • Besouro (2009), de João Daniel Tikhomiroff
  • Olhos azuis (2009), de José Joffily. Prêmio de melhor ator coadjuvante no Festival de Paulínia de 2009.
  • Viajo porque preciso, volto porque te amo (2009), de Karim Aïnouz e Marcelo Gomes
  • Baixio das bestas (2006), de Cláudio Assis. Troféu candango de melhor ator coadjuvante no Festival de Brasília.
  • Cinema, aspirina e urubus (2005), de Marcelo Gomes