Caetano Gotardo

x

Ajude-nos a atualizar seu perfil.
Envie suas informações para quemequem@filmeb.com.br

Atividade: 
Diretor, Montador, Roteirista

Montador, roteirista e cineasta. Nasceu em Vila Velha (ES), e se formou em Cinema e Vídeo pela ECA-USP. Escreveu e dirigiu cinco curta-metragens, entre eles O menino japonês (2009), Areia (2008) e O diário aberto de R. (2005), todos exibidos em festivais nacionais e internacionais, como a Semana da Crítica do Festival de Cannes, Festival de Havana, Festival de Gramado. Entre os destaques de seu trabalho como montador está o filme Trabalhar cansa (2011), de Juliana Rojas e Marco Dutra, selecionado para a mostra Um Certo Olhar do Festival de Cannes. Seu primeiro longa-metragem como diretor e roteirista, O que se move, estreou em 2012 e foi selecionado para a mostra competitiva do Festival de Gramado do mesmo ano. Antes de chegar ao segundo longa, Caetano dedica-se ao curta-metragem e parcerias com outros cineastas na área de montagem e roteiro. 

Filmografia selecionada:

Diretor
 

  • Merencória (2017). Curta-metragem. Seleção oficial do Festival Internacional de Curtas de São Paulo. 
  • Choclo (2015). Curta-metragem. Seleção oficial do Festival Internacional de Curtas de São Paulo. 
  • Matéria (2013). Curta-metragem. 
  • O que se move (2012). Selecionado para a mostra competitiva do Festival de Gramado 2012.
  • Outras pessoas (2010). Curta-metragem.
  • O menino japonês (2009). Curta-metragem.
  • Areia (2008). Selecionado para a abertura da Semana de Crítica do Festival de Cannes. Prêmios de melhor filme, melhor atriz e melhor fotografia do Festival de Gramado. Curta-metragem.
  • Equívocos colecionados (2007). Codirigido com Diogo Noventa, Marco Dutra e Sérgio de Carvalho. Curta-metragem.
  • As ruas da comédia (2007). Codirigido com André Guerreiro Lopes, Diogo Noventa, Marco Dutra e Sérgio de Carvalho. Curta-metragem.
  • O diário aberto de R. (2005). Curta-metragem. Prêmio do workshop de roteiros da 13ª Mostra Curta Cinema do Festival Internacional de Curtas-Metragens do Rio de Janeiro, em 2003.
  • Feito para não doer (2003). Curta-metragem.
  • Montador
  • As boas maneiras (2017), de Juliana Rojas e Marco Dutra. 
  • Animador (2012), de Cainan Baladez e Fernanda Chicolet. Curta-metragem.
  • Trabalhar cansa (2011), de Juliana Rojas e Marco Dutra.
  • Cajaíba (2011), de João Borges. Curta-metragem
  • Aphásia (2011), de Cainan Baladez e Cintia Di Giorgi. Curta-metragem.
  • Passeio de família (2010), de Maria Clara Escobar. Curta-metragem.
  • Rosa e Benjamin (2009), de Cleber Eduardo e Ilana Feldman. Curta-metragem.
  • Um ramo (2007), de Juliana Rojas e Marco Dutra. Curta-metragem.
  • Antes de partir (2004), de Daniel Turini. Curta-metragem.
  • Uma tragédia brutal (2004), de Pedro Granato. Curta-metragem.
  • Amanhã de manhã (2003), de Daniel Turini. Curta-metragem.
  • Ator
  • O menino japonês (2009), de Caetano Gotardo. Curta-metragem.
  • Ovo mexido (2004), de Eduardo Gomes e Matheus Rocha. Curta-metragem.