Aníbal Massaini Netto

João Gaudenzi

Ajude-nos a atualizar seu perfil.
Envie suas informações para quemequem@filmeb.com.br

Atividade: 
Diretor, Produtor

Começou no cinema em 1961, trabalhando ao lado do pai, Osvaldo Massaini, na Cinedistri, produtora que distribuiu, entre outros, O pagador de promessas (1962), de Anselmo Duarte, vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes, e Lampião, rei do cangaço (1962), de Carlos Coimbra. Aos 20 anos, foi gerente de produção de O santo milagroso (1966), de Carlos Coimbra. Em 1968, produziu o longa-metragem Corisco, o diabo loiro, também de Coimbra, e em 1969 formou-se em economia pela Universidade Mackenzie. Nos anos 70, produziu comédias recordistas de público como Histórias que nossas babás não contavam (1979) e O bem-dotado - O homem de Itu (1978). Estreou na direção com A superfêmea (1973), estrelado por Vera Fischer. Destacou-se também como produtor executivo de filmes de grande porte, como Independência ou morte (1972), de Carlos Coimbra, e O caçador de esmeraldas (1979), de Oswaldo de Oliveira. Em 1980, fundou sua própria produtora, a Cinearte, onde realizou obras marcantes dos anos 80, como Mulher objeto (1980), de Silvio de Abreu, coproduziu Das tripas coração (1982), de Ana Carolina, e Filme demência (1985), de Carlos Reichenbach. Ficou conhecido como produtor dos filmes mais marcantes de Walter Hugo Khouri, como Amor, estranho amor (1982). Em 2003, produziu e dirigiu Pelé eterno, selecionado para a mostra Cinéma de la Plage, do Festival de Cannes.

Filmografia selecionada:

Produtor
 

  • Pelé eterno (2003), dirigido pelo próprio. Selecionado para a mostra Cinéma de la Plage, dentro do Festival de Cannes.
  • Forever (1990), de Walter Hugo Khouri
  • Eu (1986), de Walter Hugo Khouri
  • Filme demência (1985), de Carlos Reichenbach
  • Amor, estranho amor (1982), de Walter Hugo Khouri
  • Das tripas coração (1982), de Ana Carolina. Coprodutor.
  • Mulher objeto (1980), de Silvio de Abreu
  • Histórias que nossas babás não contavam (1979), de Oswaldo de Oliveira
  • O bem-dotado - O homem de Itu (1978), de José Miziara
  • Independência ou morte (1972), de Carlos Coimbra
  • Lua-de-mel e amendoim (1971), de Fernando de Barros e Pedro Rovai
  • Cada um dá o que tem (1975), de Adriano Stuart, John Herbert e Sílvio de Abreu
  • Corisco, o diabo loiro (1968), de Carlos Coimbra
  • Diretor
  •  

  • Pelé eterno (2003). Selecionado para a mostra Cinéma de la Plage, dentro do Festival de Cannes.
  • O cangaceiro (1996)
  • A superfêmea (1973)