Ajude-nos a atualizar o seu perfil. Envie suas informações para quemequem@filmeb.com.br
Carla Camurati

    Atriz de cinema, teatro e televisão, tornou-se conhecida como cineasta, produtora e distribuidora com o lançamento de seu longa-metragem de estreia, Carlota Joaquina (1995), primeiro sucesso de público do cinema brasileiro dos anos 90 e um marco da retomada da produção. Carioca de 1960, foi atriz de novelas da Rede Globo e atuou em filmes como O olho mágico do amor (1981), de Chico Botelho, que lhe deu o prêmio de melhor atriz coadjuvante no Festival de Gramado. Dirigiu dois curtas-metragens antes de se lançar na direção de longas: A mulher fatal encontra o homem ideal (1987) e Bastidores (1990). Em 1997, lançou La serva padrona, baseado na ópera de Pergolesi, seu segundo longa-metragem, em que, como no anterior, atuou também como distribuidora. Em 2001 realizou seu terceiro longa-metragem, Copacabana, inspirado em histórias do famoso bairro carioca, e ampliou seu trabalho como produtora e distribuidora abrindo a Copacabana Filmes, também para títulos de outros diretores. Em 2007, foi convidada pela secretária de cultura do Estado do Rio de Janeiro Adriana Rattes a assumir a presidência do Teatro Municipal. É também idealizadora e organizadora do Festival Internacional de Cinema Infantil desde 2003.

    Filmografia selecionada:

    Diretora

  • Irma Vap - O retorno (2006). Inspirado na peça de grande sucesso O mistério de Irma Vap
  • Copacabana (2001)
  • La serva padrona (1997)
  • Carlota Joaquina (1995)
  • Bastidores (1990). Curta-metragem.
  • A mulher fatal encontra o homem ideal (1987). Curta-metragem.

  • Produtora

  • Amor? (2011), de João Jardim
  • Janela da Alma (2002), de João Jardim e Walter Carvalho
  • Bellini e a esfinge (2002), de Roberto Santucci

  • Distribuidora

  • Amor? (2011), de João Jardim
  • A pessoa é para o que nasce (2005), de Roberto Berliner
  • Pro dia nascer feliz (2005), de João Jardim
  • Feminices (2004), de Domingos Oliveira
  • Janela da Alma (2002), de João Jardim e Walter Carvalho

  • Atriz

  • Lamarca (1994), de Sérgio Rezende
  • O corpo (1991), de José Antônio Garcia
  • Eternamente Pagu (1988), de Norma Bengell. Prêmio de melhor atriz em Gramado.
  • Cidade oculta (1986), de Chico Botelho
  • A estrela nua (1984), de Ícaro Martins e José Antônio Garcia
  • O olho mágico do amor (1981), de Ícaro Martins e José Antônio Garcia. Prêmio de melhor atriz coadjuvante no Festival de Gramado.