Ajude-nos a atualizar o seu perfil. Envie suas informações para quemequem@filmeb.com.br
Jacob Solitrenick

    Diretor de fotografia paulista, nascido em 1961, começou a carreira como assistente de câmera em Ele, o boto (1987), de Walter Lima Jr. O primeiro longa em que assinou a fotografia foi Latitude zero (2001), de Toni Venturi. Foi premiado no Festival de Gramado por seu trabalho em Durval Discos (2002), de Anna Muylaert e indicado ao Grande Prêmio do Cinema Brasileiro por Bens confiscados (2004), de Carlos Reichenbach.

    Contato: www.solitrenick.com

    Filmografia selecionada:

    Direção de fotografia

  • Esse viver ninguém me tira (2014)

  • Os amigos (2013), de Lina Chamie
  • Hoje (2011), de Tata Amaral. Prêmio de melhor fotografia no Festival de Brasília de 2011.
  • É proibido fumar (2009), de Anna Muylaert
  • Antes que o mundo acabe (2009), de Ana Luiza Azevedo
  • Nossa vida não cabe num Opala (2008), de Reinaldo Pinheiro
  • Os porralokinhas (2007), de Lui Farias
  • Falsa loura (2007), de Carlos Reichenbach
  • Saneamento básico, o filme (2007), de Jorge Furtado
  • Antônia (2006), de Tata Amaral
  • Sal de prata (2005), de Carlos Gerbase
  • As vidas de Maria (2005), de Renato Barbieri
  • Bens confiscados (2004), de Carlos Reichenbach. Prêmio de melhor fotografia no Festival de Cinema Brasileiro de Miami.
  • Quase dois irmãos (2004), de Lúcia Murat
  • Filhas do vento (2004), de Joel Zito Araújo
  • Garotas do ABC (2003), de Carlos Reichenbach
  • Durval Discos (2002), de Anna Muylaert. Prêmio de melhor fotografia no Festival de Gramado.
  • Bellini e a esfinge (2002), de Roberto Santucci
  • Sonhos tropicais (2001), de André Sturm
  • Latitude zero (2001), de Toni Venturi
  • A origem dos bebês segundo Kiki Cavalcanti (1995), de Anna Muylaert